Veolia Portugal

 

2023, o ano em que tudo é possível

Vamos continuar juntos a inventar o mundo de amanhã…

E se…

transformássemos papel em combustível, águas residuais em calor, luz solar em ar fresco, resíduos em energia?

 

E se… tudo isto já fosse possível?
Já é a realidade!

Graças ao nosso otimismo e determinação, a transformação ecológica está nas nossas mãos. Juntos, transformamos o impossível em possível.

 

Veolia deseja boas festas

 

E se… o mundo marinho mantivesse as nossas cidades frescas?

Pedras de arrefecimento para pavimento feitas de conchas de vieiras foram colocadas num parque infantil de uma escola em Bordéus, França. A água da chuva, que é recolhida, armazenada e tratada, utilizando um sistema desenvolvido pela Veolia, percorre estas pedras de pavimento para as manter frescas.

E se o mundo marinho mantivesse as nossas cidades frescas

 

E se… o papel nos fizesse viajar pelo mundo?

A Veolia lançou o maior projeto mundial de biorrefinaria que produz biometanol neutro em CO2 a partir de uma fábrica de pasta de papel, na Finlândia. O projeto permite desbloquear o potencial desta fonte alternativa de matéria-prima para o biocombustível que está quase completamente inexplorada até à data.

E se o papel nos fizesse viajar pelo mundo

E se… nos refrescássemos através da luz?

No campus universitário de Sippy Downs na Austrália, a Veolia instalou painéis fotovoltaicos que geram energia para arrefecer água armazenada num tanque, que é depois injetada nos circuitos de arrefecimento para alimentar os sistemas de ar condicionado nos edifícios da universidade.

E se nos refrescássemos através da luz

E se… o plástico se tornasse uma fonte de energia?

O ciclo de vida do plástico coloca uma dupla questão: nem todos os plásticos são recicláveis e nem todos os plásticos recicláveis são reciclados. Mas existem muitas opções para promover a economia circular do plástico, nomeadamente melhorar a qualidade dos produtos reciclados.

E se o plástico se tornasse uma fonte de energia

 

E se… as plantas pudessem ser usadas para despoluir a água?

Em Budapeste, Hungria, a Veolia trata águas residuais de cerca de 300.000 habitantes. A ETAR combina tecnologia de tratamento convencional com engenharia relacionada com a água que recorre a plantas, bactérias e microrganismos para reduzir naturalmente a presença de poluentes nas águas residuais.

E se as plantas pudessem ser usadas para despoluir a água

E se… os nossos alimentos produzissem energia?

A Veolia desenvolveu uma vasta experiência em todas as tecnologias de tratamento biológico e valoriza mais de 3 milhões de toneladas de resíduos orgânicos anualmente.

E se os nossos alimentos produzissem energia

 

E se… pudéssemos aquecer as nossas casas usando águas residuais?

Desde há alguns anos, sistemas de recuperação de calor a partir das águas residuais e a instalação de micro turbinas hidroelétricas na redes de distribuição de água têm sido usadas para valorizar a energia - tantas vezes desperdiçada - contida nas nossas tubagens e condutas.

E se pudéssemos aquecer as nossas casas usando águas residuais