Linha do tempo

1992 - 2022

Em 2022 a Veolia comemora 30 anos em Portugal. No mundo a sua história era já por essa altura centenária. O marco para esta contagem é a entrada em 1992 da Esys Montenay em Portugal, com foco nas áreas da energia.

Hoje, a Veolia Portugal está presente nas áreas da água, energia e resíduos; nas indústrias e nas cidades; de norte a sul do país, e com um ativo de mais de 800 talentos ao serviço da #transformaçãoecológica.

A viagem destes 30 anos é feita de muitas transformações, que procuramos aclarar nesta linha do tempo, em si mesma prova de uma riqueza de experiências e competências de que muito nos orgulhamos. É também uma história de IMPACTOS, em prol de um futuro melhor e mais sustentável para todos.

A nossa origem é francesa e de grupos empresariais que desde o século XIX marcaram uma transformação profunda em áreas como a água (Compagnie Générale des Eaux), energia (Compagnie Générale de Chauffe/ Grupo Montenay), resíduos (Grandjouan, Soulier) e, até certo momento, transportes.

O marco oficial para a criação da entidade que hoje se chama Veolia Portugal é 1992 e dá-se com a entrada da empresa Esys Montenay em Portugal, adquirindo à data participações em empresas portuguesas como a Tepclima e a Gaspar Correia, com atividades na área da climatização, instalações técnicas especiais e energia.

O Grupo centenário Montenay tinha-se fundido alguns anos antes com a Compagnie Générale de Chauffe (CGC), empresa criada em 1944, com atividade nas áreas da climatização e que em 1965 integra a Compagnie Générale des Eaux (CGE). Depois da crise energética dos anos 70, ambas as empresas (Grupo Montenay e CGC) apostaram na inovação na produção de energia, apostando na energia geotermal, tecnologias de recuperação de energia, redes de calor e frio. Nos anos 80, iniciaram também a utilização de gás como alternativa ao carvão e petróleo. Foram inclusivamente as primeiras empresas a implementar caldeiras a biomassa.

Por altura da entrada em Portugal, a Esys Montenay e a CGC, já fundidas, constituíam a área dos Serviços de Energia da Compagnie Générale des Eaux que viria a tornar-se na Dalkia.

1992

Esys Montenay entra em Portugal

 

1993

Ano marcado por vários projetos emblemáticos, entre os quais o Centro Cultural de Belém e a Sede da Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa. A conceção e a construção das instalações técnicas (elétricas, mecânicas e AVAC) foram da nossa responsabilidade.

 

1996

A empresa forma um ACE com o SUCH – Serviço de Utilização Comum dos Hospitais, tendo em vista implementar em parceria soluções de energia resilientes e eficientes para os Hospitais. A primeira instalação ficou concluída em 2001 no Hospital Pedro Hispano. Seguiram-se os Hospitais Garcia da Horta, São José e São Francisco Xavier. Hoje são 12, o total de hospitais abrangidos por esta parceria.

 

A Compagnie Générale des Eaux torna-se neste ano Vivendi e a Esys-Montenay - a sua área de energia - muda também de nome para Dalkia. No ano seguinte é estabelecido o Grupo Vivendi Environnement consolidando todas as atividades de serviços ambientais: Vivendi Water (Água), Onyx (Resíduos), Dalkia (Energia) e Connex (Transportes). Em Portugal, a empresa em atividade ficou, portanto, a Dalkia, marca que se implementou de forma forte no mercado da energia.

1999

Esys Montenay torna-se Dalkia

 

 

As fortes competências, nacionais e internacionais, na área da produção de energia, determinaram que a então Dalkia fosse a escolhida para a exploração da Central de Valorização Energética da LIPOR, na Maia, onde mais de 400 mil toneladas de resíduos por ano são transformadas em energia elétrica suficiente para abastecer 150 mil habitantes. Em operação há mais de 20 anos, e com um planeamento processual com cerca de 300 variáveis e um rigoroso controlo ambiental, esta central é exemplo de serviço de excelência e uma parceria win-win entre a Veolia e o cliente, que pode conhecer melhor aqui.

1999/2000

Primeiro projeto de valorização energética

 

O ano 2011 fica marcado por um crescimento importante da empresa na área industrial.

As competências reconhecidas nas áreas da produção de energia, operação e manutenção de grandes edifícios e engenharia e instalação de soluções técnicas em edifícios e indústrias criaram a confiança necessária para várias marcas de referência, nomeadamente na indústria de alimentos e bebidas, confiarem à Veolia a gestão das suas utilities (energia, vapor, frio, calor,...), através de contratos de longo prazo orientados para a melhoria contínua da performance destas operações.

Neste mesmo ano, inicia-se a operação da central de cogeração do Hospital de São João, uma das maiores da Europa em ambiente hospitalar, sendo responsável por fornecer vapor, água quente e água fria e ainda eletricidade à rede.

2011

Importante crescimento

 

 

2012

Arranque dos primeiros projetos no setor da saúde em Parceria Público/ Privada para unidades Greenfield, com participação da Veolia na fase de construção e, depois, com O&M do ciclo de vida dos equipamentos.

2015

A Dalkia em Portugal passa a chamar-se Veolia, no ano em que a multinacional francesa assume a missão "Resourcing the World", posicionando sob uma única insígnia a gestão integrada de recursos: água, energia e resíduos.

 

 

 

Inicia a prestação de serviços de recolha de resíduos sólidos e limpeza urbana no Município de Aveiro, impactando diretamente cerca de 78 mil pessoas residentes neste município, bem como a sua importante atividade económica, comercial e turística. Este contrato, com duração de oito anos, representa a entrada da Veolia no setor da recolha municipal de resíduos em Portugal.

É também em 2018, que na área da gestão da água, inicia dois importantes contratos de manutenção de infraestruturas e equipamentos de abastecimento de água e tratamento de águas residuais para duas das maiores entidades gestoras de água e saneamento em Portugal.

2018

Maior presença nas Cidades

 

 

Tendo em vista reforçar o seu posicionamento na gestão de resíduos comerciais e industriais em Portugal, a Veolia adquire 100% do capital da Renascimento - Gestão de Resíduos, empresa criada em 1996, tendo sido um dos primeiros operadores licenciados de resíduos industriais em Portugal, registando uma importante expansão em 2009, alargando a sua presença para além do seu centro operacional de Loures, com unidades em Santa Maria da Feira, Loures e Silves. Em 2021, a empresa passou a chamar-se Veolia Gestão de Resíduos.

2019

Resíduos Industriais e Comerciais

 

 

A Veolia avança com um processo de aquisição da Suez, grupo também de origem francesa. Juntos querem posicionar-se como a empresa líder mundial para a Transformação Ecológica, projeto que ganha vida a 19 de janeiro de 2022, com a integração dos primeiros colaboradores na sede do Grupo, em França, o que acontecerá também, muito em breve, em todos os países onde estamos presentes. Em 2022 vamos estar #TogetherToTurnTheTide 🌊 #JuntosParaMudarORumo

2021

Uma fusão para a transformação ecológica