Veolia lança uma solução industrial inovadora para produzir biocombustível neutro em CO2 a partir de pasta de papel

  • O biometanol neutro em CO2 contribuirá para impulsionar as reservas de biocombustíveis da União Europeia e reforçar a independência energética da região 

  • O projeto revela um potencial importante para a produção de biometanol, estimada em cerca de 2 milhões de toneladas1 , uma vez que o conceito é replicável na maioria das fábricas de pasta de papel em todo o mundo

 

A Veolia lança o maior projeto mundial de biorefinaria que produz biometanol neutro em CO2 a partir de uma fábrica de pasta de papel, na Finlândia. O projeto permite desbloquear o potencial desta fonte alternativa de matéria-prima para o biocombustível que está quase completamente inexplorada até à data.

Desenvolvida em estreita cooperação com a Metsä Fibre, a maior associação cooperativa florestal da Europa, a refinaria basear-se-á no conceito inovador à escala industrial da Veolia de produção comercial de bioprodutos derivados de biometanol, que integra com segurança a refinação de metanol sulfato bruto no processo de produção de pasta de papel.

O projeto irá contribuir para a segurança energética europeia, ao mesmo tempo que apoia as ambições de descarbonização do Pacto Ecológico Europeu para os transportes, uma vez que o biometanol de qualidade industrial neutro em termos de CO2 representa uma nova fonte de combustível sustentável com baixo teor de carbono em substituição dos combustíveis fósseis.

A refinaria, detida e operada pela Veolia, será adjacente e parcialmente construída na fábrica Äänekoski de Metsä Fibre, na Finlândia. Com uma capacidade de produção anual de 12.000 toneladas, a central, que deverá entrar em funcionamento até 2024, permitirá evitar até 30.000 toneladas de emissões de CO2 por ano2. O investimento de 50 milhões de euros é apoiado por uma subvenção do Ministério da Economia e do Emprego finlandês.

"O nosso projeto de biorefinaria com a Metsä Fibre está alinhada com a estratégia da Veolia de desenvolver loops de energia locais que permitam a descarbonização e a suficiência energética. Ilustra a nossa capacidade de agir como um facilitador da transformação ecológica através da integração industrial em vários setores para desenvolver soluções escaláveis e sustentáveis para combustíveis neutros em CO2 produzidos localmente", comentou Estelle Brachlianoff, COO da Veolia. "A vantagem do nosso conceito industrial é que é replicável em cerca de 80% das fábricas de pasta de papel em todo o mundo. Tem um potencial para desbloquear uma matéria-prima adicional, gerada localmente, de biometanol neutro em CO2 para biocombustível que poderia ser estimada em 2 milhões de toneladas."

 

1 Estimativas internas da Veolia

2 ao substituir combustíveis fósseis no setor dos transportes