Finalistas do Concurso Ao Redor da Ibero-América já são conhecidos

Já foram selecionados os três projetos que representarão Portugal na final do Concurso Internacional “Ao redor da Ibero-América”. Os vídeos produzidos pelos alunos do 5º ano seguem agora para fase de votação nas redes sociais Facebook e Instagram, da qual sairá o grande vencedor de cada um dos 9 países participantes.

 

Já foram selecionados os três projetos que representarão Portugal na final do Concurso Internacional “Ao redor da Ibero-América”, promovido pela VEOLIA América Latina & Ibéria, em parceria com a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

 

O Martim, do Agrupamento de Escolas Quinta de Marrocos, que desenvolveu conteúdos digitais para sensibilizar as crianças e jovens para os temas do ambiente; a Bárbara, do Jardim Escola João de Deus de Belas, que escolheu o tema da proteção da avifauna e criou comedouros e bebedouros para aves; e a Luana, da Escola Básica e Secundária de Lousada Oeste Nevogilde, que optou pela vertente da reflorestação, foram os finalistas do concurso que na sua edição de 2021 teve por tema principal “agir para a sustentabilidade dos ecossistemas.”

 

 

Os vídeos, onde os alunos explicam como é que os seus projetos contribuem para que a comunidade onde estão inseridos se torne mais sustentável, seguem agora para uma fase de votação pública nas redes sociais Facebook e Instagram do Concurso, da qual sairá o grande vencedor de cada um dos 9 países participantes (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, México, Perú e Portugal). 

 

A votação das candidaturas portuguesas será a primeira a iniciar-se, decorrendo das 00h00 de dia 27 de setembro às 23h59 de dia 1 de outubro, nos seguintes endereços: 

https://www.instagram.com/alrededor_de_iberoamerica2021/

https://www.facebook.com/AlrededordeIberoamerica

 

O concurso “Ao Redor da Ibero-América” dirige-se a alunos do 5º ano de escolaridade, entre os 10 e os 11 anos, e faz parte de um programa de educação ambiental desenvolvido pelas duas entidades, desde 2012, tendo já abrangido mais de 200.000 estudantes dos nove países.

 

Em contexto de pandemia da Covid-19, e com as restrições às viagens impostas pelos vários países, os prémios da edição 2021 foram adaptados no sentido de reforçar os recursos digitais dos alunos e escolas vencedores. O melhor projeto, de cada país, será premiado com um computador, uma impressora e um curso com o objetivo de melhorar as competências digitais do aluno. A escola do aluno vencedor receberá três computadores e uma impressora. Em novembro deste ano, está ainda previsto um encontro digital entre todos os vencedores dos nove países.

 

Toda a informação sobre o Concurso aqui

Notícia de lançamento do concurso, em abril, aqui